Redes Sociais

Dicas

Por que organizar o depósito de embalagens vazias de agrotóxicos rurais?

Por que organizar o depósito de embalagens vazias de agrotóxicos rurais?
Como já tratamos anteriormente sobre o armazenamento correto dos defensivos
agrícolas (Link), também é necessário armazenar adequadamente as embalagens já utilizadas
e saber como prepará-las para o seu destino final, possuindo um lugar adequadamente
projetado e construído para tal, seguindo as orientações e exigências do Ministério do
Trabalho e Emprego, INDEA e SEMA.

O armazenamento desses itens é muito relevante, tanto para os trabalhadores que estão
em contato direto, quanto para os indiretamente expostos.
Preservar os recursos naturais é um fator que tem contribuído para empresas agrícolas fazerem o armazenamento adequado.
Não se trata apenas de organizar os produtos e descartá-lo de maneira correta, mas de
evitar acidentes! Empresas que agem corretamente valorizam seus colaboradores, preservam
o meio ambiente e conquistam o reconhecimento da sociedade.
A fiscalização deste tipo de depósito é realizada por diversos órgãos governamentais
(Ministério do Trabalho e Emprego, INDEA e SEMA), o agricultor deve seguir as normas destes
órgãos para evitar danos que podem ser irreversíveis, incluindo, prejuízos financeiros.

Estrutura e localização:

O local deve ter uma distância mínima de 300 (trezentos) metros de áreas de
preservação permanente dos corpos hídricos, tais como: lagos, rios, nascentes,
pontos de captação de água (poços), áreas inundáveis etc., de forma a diminuir os
riscos de contaminação em caso de eventuais acidentes;
Deve ser construído em local plano e sem risco de inundação;
Conter piso com canaletas direcionando possíveis resíduos para a caixa de
contenção;

Deve ser construído em local plano e sem risco de inundação;
Conter piso com canaletas direcionando possíveis resíduos para a caixa de
contenção;

Sua estrutura deve ser constituída por materiais resistentes: metálicos, de alvenaria,
madeira e/ou outros;

Pé direito com altura mínima de 3,0 metros;

A cobertura do depósito deve conter um beiral de no mínimo 1,0 metro de projeção;
Possuir canaletas para águas pluviais;

Ter muretas com 1,0 metro de altura, e tela de proteção interligada com a cortina de
lona, da mureta até o telhado.

Para a proteção contra a chuva, ou paredes com espaço
na parte superior do depósito, para permitir a ventilação do local.

Calçadas de 1,0 metro de largura em todo o perímetro do depósito.

O depósito deverá ser sinalizado com alertas de perigo, por conter prejudiciais, e a
seguinte informação: “Somente é permitido à entrada de pessoas autorizadas”;

Aceiro de largura mínima de 3,0 metros em todo o perímetro do depósito. A largura
fixada neste dispositivo deve ser ampliada quando as condições ambientais, incluídas as
climáticas, e topográficas a determinarem.

O Processo de destinação das embalagens vazias

A importância da lavagem das embalagens
A embalagem deve ser lavada após o seu esvaziamento, realizando-se este processo
três vezes. Logo após, é necessário que elas sejam descartadas corretamente, obedecendo
às normas do Ministério do Trabalho, INDEA e SEMA.
O principal motivo da destinação correta dessas embalagens é a diminuição do risco
à saúde das pessoas e a contaminação do meio ambiente. Por isso é importante lavar os
recipientes, para só então descartá-los em seu destino final correto.

Tipos de lavagem

Há dois tipos de lavagens e fica a critério do agricultor escolher a melhor opção para a sua
execução. As embalagens vazias deverão ser devolvidas no estabelecimento comercial onde foi
efetuada a compra no prazo de até um ano, contando da data de sua compra ou ainda, em pontos
específicos de coleta deste tipo de embalagem (Ex.: CEARPA).

Lavagem Tríplice:

São realizados repetidamente três vezes os seguintes processos:
Esvaziar o recipiente diretamente no tanque pulverizador;
Acrescentar água limpa de até ¼ do seu volume;
Fechar a embalagem e agitar por 30 segundos;
Repetir este processo por mais duas vezes;
Logo após, inutilizar a embalagem perfurando o fundo;
E por fim armazenar no local seguro até o momento de sua devolução.
Recomenda-se que quanto menor for à quantidade de água restante entre as lavagens dos
recipientes, maior será a eficiência em sua limpeza.

Lavagem Sob pressão:

Diferente do processo anterior, este sistema é integrado ao pulverizador. Este procedimento permite
que a própria bomba conceda pressão ao bico de lavagem.
Após o esvaziamento, encaixar de forma adequada no funil do tanque no pulverizador;
Adicionar o recipiente para que receba a água limpa do jato;
Direcionar a água em todas as partes internas do recipiente por 30 segundos;
Logo após direcionar a água de lavagem para o interior do pulverizador;
E por fim inutilizar o fundo do recipiente com perfurações.
Portanto, após realizar este processo, o agricultor deve armazenar as embalagens em locais
adequados, longe de pessoas e animais, e não guardar junto de rações e animais.
Essas lavagens têm por objetivo evitar a contaminação do meio ambiente e das pessoas. Dessa
forma, é importante ter um lugar adequado para o seu armazenamento no período de espera de sua
devolução para o estabelecimento de compra.

Para conhecer outros processos, atualizar-se sobre normas e
requisitos que sejam necessários para que o seu negócio
agrícola execute seus serviços preservando o meio ambiente,
pensando no bem-estar das pessoas e garantindo a segurança
de seus colaboradores, entre em contato com a Dynamica
Segurança do Trabalho, e torne-se referência em seu segmento.
 

Contatos

Sinop: (66) 3531-6716
Sorriso: (66) 3544-0497
Nova Mutum: (65) 3308-2444
Lucas Rio Verde: (65) 3549-3071
Rondonópolis: (66) 99627-4621
Primavera do Leste: (66) 99627-4621

Em parceria com GFP Publicidade e-box - Sitevip Internet Sitevip Internet
Subir